Dragon Ball: Tudo sobre a franquia e como começar

dragon ball

Dragon Ball: Tudo sobre a franquia e como começar

Muitos animes e mangás de grande importância transformaram permanentemente suas indústrias por meio de narrativas audaciosas, mas Dragon Ball estabeleceu um legado impressionante que continua forte mesmo após quatro décadas. É frequentemente reconhecido como uma das maiores séries de batalha shonen e exerceu influência sobre outros sucessos do gênero, como One Piece, Naruto e My Hero Academia. A saga de Dragon Ball começa com um cenário inicial bastante sólido, centrado em seu herói, Goku, mas gradualmente se transforma em uma epopeia de proporções épicas, na qual o destino de universos inteiros está em jogo.

A narrativa de Dragon Ball ainda está em curso, e sua vasta quantidade de conteúdo pode ser intimidante para alguns. Aqueles que se comprometem com a jornada completa têm à sua disposição centenas de horas de material para explorar. No entanto, isso não significa que cada capítulo do mangá de Akira Toriyama e do anime precise ser consumido, nem que seja adequado para todos os públicos. Os recém-chegados podem se sentir confusos diante das diferentes séries, como Dragon Ball, Dragon Ball Z, Dragon Ball GT e todos os outros. Até os fãs podem ficar confusos, às vezes! No entanto, há explicações simples sobre como essas séries se relacionam e a melhor maneira de abordá-las. Acompanhe aqui na Nii-Sans Produções!

Tudo que precisamos saber sobre Dragon Ball

Dragon Ball

O primeiro capítulo de Dragon Ball, obra-prima de Akira Toriyama, fez sua estreia triunfante nas páginas da Weekly Shonen Jump em 20 de novembro de 1984, desencadeando uma saga que ecoaria através das eras. Logo após, em 26 de fevereiro de 1986, o anime fez sua marcante estreia, catapultando os fãs para um universo repleto de aventuras inesquecíveis. A trama da obra se desenrola em uma realidade magnificamente amplificada, onde sete esferas mágicas, conhecidas como as esferas do dragão, detêm o poder de conceder qualquer desejo àquele que as reunir e evocar o lendário dragão da Terra, Shenron.

O o anime original cativou audiências por 153 episódios, traçando a jornada épica de Goku desde sua infância até a idade adulta, enquanto ele enfrentava tanto demônios figurativos quanto literais em sua busca pela maestria nas artes marciais e pelo autoaperfeiçoamento. Ao longo desse percurso, Goku cruzou caminhos com aliados poderosos e fez uso frequente das Dragon Balls, embora o cerne da série permanecesse enraizado nos princípios fundamentais das artes marciais, em detrimento das explosões de energia constantes e das batalhas aéreas que caracterizam sua sequência sucessora, Dragon Ball Z.

Esta última, Dragon Ball Z, emerge como a maior e mais eletrizante iteração da saga, com um total de 291 episódios que mergulham de cabeça na ação intensa e nas lutas épicas. É em Z que Goku descobre sua verdadeira origem como membro da raça alienígena Saiyajin, um ponto crucial que desencadeia uma cascata de desafios extraterrestres e desbloqueia o potencial das icônicas transformações Super Saiyajin que marcaram a série.

Já em Dragon Ball Z Kai, uma versão condensada e fiel ao mangá original de Toriyama, oferece uma abordagem mais concentrada em 167 emocionantes episódios. Enquanto isso, o sucesso estrondoso de Dragon Ball Z pavimentou o caminho para outra inevitável iteração: Dragon Ball GT, composta por 96 episódios, mas que se destaca por sua produção, em grande parte, sem o envolvimento direto de Toriyama, exceto pelo conceito inicial e design dos personagens. A ausência de uma base de mangá para Dragon Ball GT levou muitos a questionar sua canonicidade.

Em Dragon Ball GT, cujo título significa “Grand Tour”, a narrativa começa com uma reviravolta intrigante: Goku é transformado novamente em criança por um desejo imprudente das Dragon Balls e embarca em uma jornada galáctica para reunir novas esferas e evitar a iminente destruição da Terra. Inicialmente, a série apresenta um tom mais leve e aventuresco, reminiscente do Dragon Ball original, mas rapidamente se transforma em sequências de ação ousadas, culminando em deslumbrantes transformações Super Saiyajin 4.

Enquanto isso, o anime mais recente da franquia, Dragon Ball Super, estreou em 2015 e continua a expandir o universo de Dragon Ball por meio de lançamentos de filmes e capítulos de mangá. Com 131 episódios, Dragon Ball Super se situa cronologicamente logo após a derrota de Kid Buu no desfecho de Dragon Ball Z, explorando eventos que precedem o salto temporal de dez anos presente no epílogo da série anterior. Apresentando novas e audaciosas transformações, como o Super Saiyajin Deus e o Ultra Instinto, além de introduzir poderosas divindades celestiais e até mesmo a concepção de um multiverso, Dragon Ball Super é amplamente considerado o legítimo sucessor de Dragon Ball Z, superando Dragon Ball GT em popularidade e aceitação, embora o status deste último esteja começando a se reavaliar.

Quem deve assistir ao anime?

Dragon Ball, uma franquia que transcende gerações, foi inicialmente concebida como uma série de demografia shounen, direcionada principalmente para um público masculino mais jovem. No entanto, sua longevidade extraordinária permitiu que ela se adaptasse e crescesse junto com seus espectadores, estabelecendo uma conexão duradoura tanto com adultos quanto com crianças. Ao longo das diferentes séries, esse anime habilmente equilibra seus elementos para atrair uma ampla variedade de públicos. Tanto que pessoas de diferentes idades gostam – e de qualquer gênero também!

Em Dragon Ball Z, por exemplo, testemunhamos Goku e seu filho Gohan em suas jornadas épicas, refletindo o amadurecimento da série e a evolução dos personagens. Essa tradição continua em Dragon Ball, onde Gohan, agora um pai, passa o bastão para a próxima geração representada por Goten e Trunks, garantindo uma continuidade narrativa que ressoa com os fãs de todas as idades. Apesar disso, é importante reconhecer que algumas entradas, como a série clássica e o controverso GT, podem apresentar desafios para adultos que não cresceram acompanhando a série desde o início. No entanto, essas mesmas séries também possuem elementos que atraem um público mais jovem, especialmente Dragon Ball GT, que introduz personagens e conceitos intrigantes.

Por outro lado, tanto Dragon Ball quanto Dragon Ball Super apresentam personagens femininas poderosas e em destaque, tornando essas séries mais acessíveis e cativantes para o público feminino mais jovem. Essa inclusão de personagens femininas fortes e inspiradoras amplia o apelo da franquia e demonstra sua capacidade de se adaptar aos tempos e às expectativas do público contemporâneo. Em resumo, Dragon Ball continua a ser uma franquia diversificada e emocionante que pode ser apreciada por todas as idades e gêneros.

Ordem de lançamento

Dragon Ball

Série Execução Original Número de Episódios
Dragon Ball 26 de fevereiro de 1986 – 19 de abril de 1989 153
Dragon Ball Z 26 de abril de 1989 – 31 de janeiro de 1996 291
Dragon Ball GT 7 de fevereiro de 1996 – 19 de novembro de 1997 64
Dragon Ball Z Kai 5 de abril de 2009 – 28 de junho de 2015 167
Dragon Ball Super 5 de julho de 2015 – 25 de março de 2018 131
Super Dragon Ball Heroes 1º de julho de 2018 – 53

 

Por onde começar na franquia?

dragon ball

O ponto de partida ideal para explorar o vasto universo de Dragon Ball é, sem dúvida, a série original. Ao mergulhar nessa obra-prima de Akira Toriyama, os espectadores podem apreciar a jornada de Goku desde sua infância até a idade adulta, desenvolvendo relacionamentos complexos com personagens como Kuririn, Tien e Piccolo ao longo do caminho. No entanto, para aqueles com tempo limitado ou que preferem uma dose mais concentrada de ação, Dragon Ball Z é uma opção igualmente viável, especialmente se optarem por assistir a versão mais condensada, Dragon Ball Z Kai. Eu lembro que, quando eu mesma quis rever, acabei indo assistir a versão resumida – já que nós todos precisamos priorizar o trabalho e os estudos.

Dragon Ball GT e Dragon Ball Super também podem ser aproveitados como entidades independentes, oferecendo contextos suficientes para evitar confusões. Uma ordem cronológica recomendada de visualização seria: Dragon Ball, Dragon Ball Z, Dragon Ball Super e Dragon Ball GT. Além disso, é importante não ignorar os filmes que complementam a série, como os 15 longas-metragens de Dragon Ball Z e os dois filmes canônicos de Dragon Ball Super, “Broly” e “Super Hero”, que adicionam dimensões extras à história principal.

Uma abordagem alternativa seria assistir Dragon Ball Z junto com seus filmes correspondentes, ampliando assim a experiência e explorando facetas adicionais do universo Dragon Ball além do mangá original. No entanto, é crucial ter em mente que os filmes devem ser apreciados como eventos cinematográficos independentes, cada um oferecendo sua própria história envolvente.

Para os fãs mais casuais, é possível ter ouvido falar de Super Dragon Ball Heroes, uma série promocional destinada a divulgar um jogo de arcade associado. Embora repleta de confrontos épicos e personagens intrigantes, Super Dragon Ball Heroes é uma entidade separada e não faz parte do cânone oficial da franquia. Embora ofereça um divertido cenário de “E se?”, não é essencial para compreender a narrativa principal da saga criada por Akira Toriyama.

Onde ler e assistir Dragon Ball?

Dragon Ball

Dragon Ball, uma das sagas de mangá e anime mais reverenciadas em todo o mundo, é, felizmente, de fácil acesso tanto para leitura quanto para visualização. Graças à iniciativa da VIZ Media, os entusiastas têm à disposição as localizações em inglês do mangá, disponíveis para leitura online através do portal da VIZ. Para os fãs brasileiros, talvez seja mais fácil a leitura oficial dos volumes físicos disponíveis à venda na Amazon! Clique aqui para acessar a loja e garantir os seus exemplares.

Além disso, a franquia se destaca como uma das séries de anime mais amplamente disponíveis para transmissão. Plataformas de streaming renomadas, como o Crunchyroll, Globo Play e Prime Video, oferecem todas as séries da franquia, garantindo que os fãs possam desfrutar das aventuras de Goku e seus amigos com facilidade. No Crunchyroll, em particular, os espectadores têm a opção de escolher entre as dublagens originais em japonês e inglês, ampliando ainda mais as possibilidades de personalização da experiência de visualização.

Recentemente, o Crunchyroll adicionou uma série de filmes emocionantes da franquia à sua biblioteca, expandindo ainda mais o catálogo de conteúdo da franquia. Com uma variedade tão abrangente de opções de leitura e visualização disponíveis, pode-se dizer que nunca houve um momento mais empolgante para explorar o mundo criado por Akira Toriyama. Esperamos que essas informações ofereçam uma perspectiva emocionante, em vez de avassaladora, para os fãs que desejam se aventurar nesse universo cativante. Então, por que não dar uma chance a Dragon Ball e embarcar nessa aventura inesquecível?

Acompanhe as redes sociais e o portal da Nii-Sans Produções para sempre estar por dentro de novidades! Sempre trazemos tudo sobre os eventos de Goiânia, Brasília e região! Nós também temos tudo sobre universo do mundo cosplay, assim como do meio geek e do mundo dos animes e mangás em nosso portal!

Quer saber o que são as demografias de animes e mangás? Se sim, então confira também em nosso portal: Os gêneros e demografias de animes e mangás. Além disso, você também poderá ler aqui na Nii-Sans Produções: O Trio Sombrio Shounen que se popularizou no mundo dos animes e mangás e 5 mangás que você precisa ler.

Comentários

Comentários

Austra Caroline

Come to the Dark Side. We have coffee with cookies! ☕

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *