Resenha de Child of Kamiari Month (2021)

Child of Kamiari Month
(Reprodução: Child of Kamiari Month)

Resenha de Child of Kamiari Month (2021)

Olhando o catálogo da Netflix recentemente, me deparei com uma longa-metragem que parecia interessante. Por um momento, a sua estética e sinopse fizeram eu me recordar das obras-primas do Studio Ghibli. Contudo, é uma produção Liden Films. Sim, leitores, eu acredito que os produtores de Child of Kamiari Month (2021) tenham se inspirado fortemente nos sucessos do Studio Ghibli e, portanto, decidi trazer sua resenha. Embora a sua história não seja tão incrível quanto um A Viagem de Chihiro (2001) ou O Castelo Animado (2004), eu estaria sendo injusta com Child of Kamiari Month se eu dissesse que não é uma obra interessante de se conhecer. Ainda mais que, pela Rotten Tomatoes, Child of Kamiari Month recebeu 100% de aprovação pela crítica especializada. Sem mais delongas, vamos então à resenha de Child of Kamiari Month (2021)!

Ficha técnica

Child of Kamiari Month
(Reprodução: Child of Kamiari Month)

Disponível em: Netflix
Data de lançamento no Japão: 8 de outubro de 2021
Data de lançamento mundial: 8 de fevereiro de 2022
Diretores: Takana Shirai e Toshinari Shinohe
Escrito por Tetsurō Takita, Ryūta Miyake e Toshinari Shinoe
Produtora: Liden Films
Música por Jun Ichikawa e Naoki-T
Classificação indicativa: 10 anos
Gênero: fantasia e sobrenatural

Sinopse oficial de Child of Kamiari Month (2021):

Um ano depois de perder a mãe, uma menina descobre que deve atravessar o Japão para a reunião anual de deuses na terra sagrada de Izumo. – Netflix

Trailer oficial de Child of Kamiari Month (2021):

O enredo

Kanna Hayama é uma jovem do ensino fundamental que vive na ala Sumida de Tóquio, Japão, junto com seu pai Norimasa Hayama. Na escola, ela tem um flashback de sua falecida mãe, Yayoi Hayama, ensinando-a a correr tão rápido quanto ela. Sua perna fica rígida durante a aula de educação física, com Akiko levando-a para a clínica depois. Desde a morte de sua mãe, ela tem dificuldades em correr e participar da educação física.  Mais tarde, Kanna retorna ao seu apartamento, ainda perturbada um ano após a morte de Yayoi. Mesmo com o incentivo de seu pai, que lhe compra sapatos novos com frequência, Kanna simplesmente tem dificuldades.

E após a maratona de sua escola, acontece algo simplesmente louco: ela ficou chateada na maratona, vazou para o Santuário Ushijima e colocou a pulseira de sua mãe. Só que a pulseira, que ela acreditava ser apenas uma lembrança de sua mãe, tem um poder especial: o tempo desacelera. Agora, ela vê entidades divinas e precisa, necessariamente, pegar o antigo trabalho de sua mãe de dar uma ajudinha em eventos especiais divinos. Ao menos, ela receberá uma ajudinha enquanto atravessa o Japão em 5 dias – literalmente.

O que achei de Child of Kamiari Month de 2021

Na real, não é um ponto negativo inspirar-se nos sucessos do Studio Ghibli. Extremamente longe disso! Agora, a crítica especializada ama muito mais um drama. Válido relembrar aqui que pela Rotten Tomatoes, Child of Kamiari Month recebeu 100% de aprovação pela crítica especializada. Contudo, não recebeu toda essa aprovação pelo público em geral. Em primeiro lugar, os sucessos do Studio Ghibli possuem muito mais ação do que o longa-metragem Child of Kamiari Month, sabe? Não que aqui não tenha toda a agitação da garota literalmente precisando correr e brigar com o tempo para atravessar o Japão, mas sabe quando você sente falta de algo? É aquela agonia: algo está faltando, mas ainda não sabemos o que é exatamente?

Em segundo lugar, a falta de explorar devidamente os personagens. Talvez, seja uma das principais coisas que ficam faltando e dando a impressão de que algo está faltando. Às vezes, mostra demais a protagonista Kanna Hayama chorando, mas mostra pouco o seu relacionamento com seu pai e com sua melhor amiga. Além disso, a única coisa que sua mãe parece ter ensinado a ela foi a correr e correr. Mais nada? Sério? Mesmo para uma obra infanto-juvenil, talvez isso seja pouco demais. Em muita obra infanto-juvenil, a gente vê um desenvolvimento melhor entre os protagonistas e os personagens ao seu redor, ou então mostrando melhor o propósito do que os protagonistas estão fazendo. Não sei, faltou algo para ser uma obra perfeita.

Contudo, se eu indicaria? Estou aqui justamente porque acho que mais pessoas poderiam conhecer Child of Kamiari Month. Não é a obra perfeita, mas é uma obra fofinha sim, que mostra uma garota tentando ser mais corajosa!

Se você curte obras de fantasia, então confira em nosso portal: Lista | Filmes de fantasia que todos deveriam assistir ao menos uma vez!

Comentários

Comentários

Austra Caroline Pinheiro

Goiana. Arqueóloga, focada em Educação Patrimonial. Redatora. Escritora. Apaixonada pela Cultura Brasileira e pela Cultura Geek. Cosplayer nas horas vagas, gótica e gamer. Aqui na Nii-Sans Produções, colaboro com matérias sobre o universo geek: notícias, entrevistas com cosplayers, listas de filmes e animes, curiosidades e muito mais!

3 Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *